31 maio 2017

Resenha: In Flight

Título: In Flight - Nas Alturas #1
Autora: R. K. Lilley
Editora: Charme
Gênero: Romance | Erótico
Ano: 2016
Páginas: 336
Skoob

Sempre vi comentários positivos a respeito da série Nas Alturas, tanto é que as leitoras brasileiras estavam muito ansiosas para que o livro ganhasse uma versão física e com uma tradução bem fiel ao original. E, bem, eis que a editora mais charmosa de todos os tempos fez a vontade de suas leitoras e agora é chegado o momento de conhecer essa história tão aclamada.

Bianca com seus 23 anos nunca quis se envolver com nenhum homem. Seu trabalho como comissária de bordo e seu melhor amigo Stephan são suficientes. Mas tudo muda quando conhece o enigmático, James Cavendish.

Bianca é uma mulher independente e a única pessoa com quem pode contar é Stephan; ambos são o apoio um do outro desde a adolescência. Bianca não teve uma infância fácil e por isso tenta se manter afastada dos homens que se interessam por ela, mas, quando se trata do Sr. Cavendish, nem tudo sai como o esperado.

 James é um homem muito bem-sucedido, milionário, que tem gostos peculiares ;). Assim que conhece Bianca fica completamente atraído e é claro que ele deixa isso muito claro na primeira oportunidade que tem. Afinal, ele é um homem sem meio termos. É do tipo que quando quer alguma coisa simplesmente vai lá e pega para si. E com Bianca não foi diferente, mesmo que no começo tenha sido um pouco difícil de convencê-la a se envolver.

É inegável que Bianca também se sente atraída por James. Há algo nele que a faz querer se arriscar, sem contar que o seu jeito dominador a atraí mais do que deveria. E, assim, ambos acabam selando um acordo e se entregando um ao outro.

Mas o passado de Bianca ainda lhe assombra, e com medo de se entregar completamente e depois se machucar é que ela acaba por muitas vezes sendo indiferente a James. Já ele faz de tudo para que o acordo entre eles dê certo, mas às vezes um pequeno deslize pode acabar se tornando o fim de tudo.

Os personagens são bem intensos e maduros. A Bianca é inexperiente quando o assunto é relacionamentos, mas é muito determinada e segura de si. James por mais que tenha seu lado dominador, acaba sendo doce em muitos momentos e paciente em outros, principalmente quando Bianca é indiferente ao que estão vivendo. Não poderia falar dos personagens e não mencionar Stephan. Ele é um lindo e também é superprotetor. Foi bem legal ver o quanto ele é fiel e leal a Bianca.

Quando iniciarem a leitura esperem encontrar muita intensidade, amizades verdadeiras, lealdade, falsidade, intrigas, inseguranças, vingança e, claro, muitas cenas picantes. Então, sim, um prato cheio para os amantes de romances hot e que abordam BDSM.

Confesso que estava muito ansiosa para ler In Flight. Eu imaginei que seria uma leitura muito instigante e marcante, mas, infelizmente, não foi assim pra mim. Talvez isso tenha se dado por causa do momento em que eu li, ou, talvez foi pelo fato de que na maioria das cenas fiquei comparando com Cinquenta Tons de Cinza.  E me julguem, mas, sinceramente, não tem como não fazer comparações.  Não que os livros sejam idênticos, mas são muito parecidos, era como se eu tivesse lendo mais do mesmo, me entendem?

Mas relevem a minha opinião, já que se vocês forem pesquisar a mulherada ama essa série rsrs. Para falar a verdade, o fato de eu não ter curtido tanto a leitura acho que nem se deve tanto pela história, acho que foi mais por causa dos personagens que não me fizeram sentir nenhum tipo de conexão com eles.

Enfim, por mais que o livro não tenha entrado na lista de favoritos, recomendo a leitura, principalmente para os leitores que gostaram de Cinquenta Tons de Cinza e de livros que seguem a mesma linha dele. 

Comente com o Facebook:

Sem comentários :

Enviar um comentário

A Culpa é dos Leitores - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados