06 junho 2017

Resenha: A Garota do Calendário - Janeiro

Título: A Garota do Calendário - #Janeiro
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Gênero: Romance | Erótico
Ano: 2016
Páginas: 144
Skoob
Hey Culpados!!!
Acreditam que eu também caí nos encantos da tão falada série A Garota do Calendário? Confesso que estava com um pé  atrás assim que iniciei a leitura, mas, foi só ler algumas páginas e me vi completamente fissurada pela história e também pelo Wes ;)

Acredito que a maioria de vocês já conhecem a história: Mia precisa pagar uma dívida de 1 milhão de dólares e sem ter a quem recorrer, sua única alternativa é a de se tornar uma acompanhante de luxo durante um ano. Sendo que, a cada mês ela se encontrará com um homem diferente e receberá 100 mil dólares de cada um por sua companhia, e se por acaso ela quisesse se envolver sexualmente com seus clientes, ela receberia um bônus $-$.

Mas se envolver não estava nos planos de Mia, já que todos os seus relacionamentos terminaram de forma desastrosas, principalmente o último, que foi o motivo de ela ter se tornado A Garota do Calendário. Mas, foi só colocar os olhos em Wes, seu cliente de janeiro, para ela saber que estava COMPLETAMENTE ferrada e que resistir ao charme e beleza dele não seria nada fácil.

Wes é puro sex appeal, então imaginem a dificuldade em resistir a ele, imaginaram? Pois é, é impossível mesmo resistir a esse pedaço de mau caminho, quero dizer, resistir ao Wes ;)  E se a gente que está de fora não se contém quando o assunto é o Wes, não é Mia que vai se conter, não é mesmo? Rs

Mia e Wes acabam se envolvendo (e meudeuso que envolvimento), mas a intenção é que seja algo só carnal, nada de se apaixonar, mas a gente sabe que as coisas nem sempre saem como o esperando/combinado, então vocês podem imaginar o que aconteceu...

A Garota do Calendário é o típico livro que lemos em poucas horas, porque além de ter pouco mais de 100 páginas, a autora tem uma escrita muito instigante, e que apesar de ter aquele clichê que a gente tanto ama: mocinho se apaixona pela mocinha e vice-versa, achei interessante que a Mia não mudou o seu foco (o de pagar a dívida sozinha) em nome do amor.
“[...] Mesmo vestida como uma Barbie, interpretando o papel de acompanhante-troféu, eu ainda era Mia Saunders. A garota que criou a irmã desde que ela tinha cinco anos, que cuidou de si mesma e que iria salvar a vida do pai... mais uma vez.”
Ahhh gente, o Wes é um lindo! Sério, estou apaixonada por ele, só para vocês terem ideia da magnificência desse homem, é impossível terminar a leitura de #janeiro sem desejar ter um Wes na vida :P E pasmem, ele e a Mia juntos são INCRIVEIS, então se preparem, porque eles nos rendem cenas pra lá de calientes.

E é claro que se torna impossível não desejar que Mia fique com o Wes, mas os planos dela são outros e veremos como a Mia lidará com os próximos 11 meses e seus novos clientes. 

Comente com o Facebook:

Sem comentários :

Enviar um comentário

A Culpa é dos Leitores - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados