27 julho 2017

Resenha: Amos e Masmorras - O Torneio

Título: Amos e Masmorras - O Torneio - Amos e Masmorras #2
Autora: Lena Valenti
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance
Ano:
Páginas: 
Skoob

Esta resenha pode conter Spoiler do livro I - Amos e Masmorras A Submissão


 Para quem leu a minha resenha para Amos e Masmorras - A Submissão sabe o quanto gostei da história e o quanto a achei diferente, mesmo tratando de BDSM, que atualmente é tão "comum" encontrar nos livros. E com o final do livro I, é claro que fiquei superansiosa e curiosa pela sequência e mais uma vez a autora não me decepcionou.
"Antes nos diziam que só podia existir amor entre homem e mulher. Hoje, o amor é entre homem e mulher, mulher e mulher, e homem e homem. Antes nos diziam que o verdadeiro e único sexo era o suave e amável. O BDSM demonstra que também existe outro tipo de sexo."
Depois de ter sido tirada do caso por Lion, Cléo decide agir sem o apoio daquele que era para ter sido seu parceiro de missão. E é então que de submissa ela acaba se tornando uma ama. E acreditem, ela se transforma; conseguimos ver o crescimento da personagem logo nas primeiras páginas.


Disposta a descobrir o que aconteceu com sua irmã desaparecida, Cléo fará de tudo ao seu alcance para encontrá-la. Mas suas chances de permanecer até a final do torneio como a Ama Lady Nala são praticamente nulas, pois ela foi treinada para ser uma submissa, e aprender a arte de ser uma ama da noite para o dia é algo praticamente impossível. 

Junto com seu novo parceiro e submisso, Cléo interpreta muito bem seu papel de Lady Nala, mas seu objetivo não é chegar à final como uma Ama, mas sim, como uma submissa e com seu parceiro inicial, Lion. 

É então que ela traça um plano...

Lion está aliviado por ter afastado Cléo do caso, ainda mais depois de tudo o que ela teve que passar dias atrás. Ele acredita ter feito a coisa certa. E então imaginem a surpresa dele ao descobrir que Cléo está dentro do torneio como uma Ama... Bem, ele fica completamente estupefato e muito irado, pois acredita que ela colocará a missão em risco. 

Mas Cléo é uma mulher de fibra e com a possibilidade de ter sucesso em seu plano ela não se intimida pela ira de Lion, na verdade ela se vinga dele por tê-la abandonado e a tirado do caso (a melhor cena muahaha). 

Mas mesmo com as surpresas, com os autos e baixos, Lion e Cléo tem uma missão e juntos farão de tudo para conseguir desvendar tudo o que acontece por trás do Torneio Dragões e Masmorras DS, mesmo que para isso eles tenham que colocar suas vidas em risco. 

E é então que começa uma história muito mais intensa, com altas doses de erotismo, momentos de pura tensão e perigos.
"Ás vezes, nas correntes da submissão se encontra a verdadeira liberdade."
Há tanta coisa que eu queria poder contar para vocês, mas é que eu acredito que quanto menos vocês souberem mais prazerosa e surpreendente será a leitura. Pois talvez lendo apenas a minha opinião vocês não vão acreditar, mas a autora criou uma história estupenda, porque é muito mais do que apenas um simples romance... tem tanta coisa envolvida. E vou ter que ressaltar mais uma vez que o livro foge do mais do mesmo. Nunca tinha lido nada parecido, e acho que esse "diferencial" da autora vai conquistar leitores cada vez mais.

Os personagens são marcantes e intensos. Neste livro conhecemos novos personagens, e já dá para ter uma ideia dos próximos livros da série. E estou que não me aguento de ansiedade rsrs


Cléo, mesmo impulsiva e sendo repreendida por Lion em muitos momentos por suas atitudes impensadas, foi essencial para o caso. Achei incrível o crescimento dela como personagem, em como ela se mostrou muito mais passional e disposta a revelar seus sentimentos mesmo não sabendo se eram correspondidos. 

Enquanto Cléo me deixou completamente orgulhosa de sua coragem em revelar seus sentimentos, Lion me irritou. Juro que eu tive vontade de entrar no livro e falar pra ele se tocar kkkkk. Ele continua com o mesmo problema do primeiro livro: faz de tudo para não demonstrar seus sentimentos porque acha que não é um bom momento para expressar tudo o que sente. Que homem teimoso. 
"Preferia passar a imagem de que a odiava, e não queria que ela soubesse que tinha dominado seu selvagem coração de leão, por mais que ele quisesse ficar com ela."
Mas, mesmo com esse problema em admitir os sentimentos, Lion e Cléo são incríveis, com uma química, que UAU!!!! Se fosse para definir os dois com uma palavra eu os definiria como intensos. Sem contar que como equipe são perfeitos, mesmo com os desentendimentos.

O livro é MUITO BOM! Recomendo para leitores que gostam de uma boa dose de romance, sexo, ação, e claro, do assunto BDSM. Série mais que recomendada.

Comente com o Facebook:

Sem comentários :

Enviar um comentário

A Culpa é dos Leitores - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados