Resenha: Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca

Título: Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca | Autor: Ique Carvalho | Editora: Sextante | Ano: 2017 | Páginas: 240

O Amor ensina a sorrir.
E o coração, a nunca desistir.

Eu comecei a ler Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca ano passado, assim que ganhei ele da cunhada mais linda de todos os tempos, mas acabei deixando-o de lado por um tempo já que eu não queria que o livro terminasse. Essa semana senti que precisava concluir a leitura, e, estou ainda mais apaixonada e fã da escrita do Ique – se isso for possível 😊.

Estava ansiosa e empolgada para conferir as novas crônicas e imaginem a minha surpresa ao me deparar com alguns textos conhecidos. O livro não deixou nada a desejar, na verdade, me deixou emocionada.


Cada texto é único e nos leva a um miríade de emoções. É impossível não se identificar em algum momento e também é impossível não parar para pensar e refletir sobre a vida.

 A virada é apenas uma contagem regressiva.
 O que realmente muda a sua vida
 são as escolhas
 que você faz todos os dias.


Durante a leitura fiquei compartilhando alguns textos com a Bia, enchi bastante o saco dela, porque a minha vontade era compartilhar com o mundo sabe? Pois queria que todos tivessem a oportunidade e o prazer de ler crônicas tão reais, sensíveis, empoderadas e apaixonantes.


Não espere para amar.
 O amor precisa do sim e não do será.
 Então, se esse cara pediu para você esperar,
 não faça isso.
 Deixe-o ir. Vai doer, eu sei.
 Apenas acredite:
 Às vezes, algumas coisas precisam terminar para algo melhor começar.
 Um dia, em breve, você vai aprender que nada acontece por acaso.
 Cada momento da sua vida é medido  e cada passo é contado.
 A vida passa tão rápido.
 Hoje é presente. Amanhã já é passado.
 Não deixe mais um dia passar em branco.

 Um livro para homens e mulheres, que nos faz refletir e tirar algumas lições para a vida.

Muitas das vezes somos pessoas egoístas e vítimas dos nossos medos, e muitas das vezes perdemos a chance de ser feliz. Por isso, se arrisquem, se machuquem, superem, amem, falem, se expressem. Faça coisas que gostem ou que sintam falta. Se amem, amem o próximo, se declarem, se expressem e acima de tudo, sejam felizes! E nunca, nunca mesmo se sinta inferior, e quando você achar que acabou... não desista. 

E, não sei se você sabe, mas dentro de todo amor existem desafios,
perdas, frustrações e todas essas coisas servem para fortalecer você.
Então, por mais difícil que a vida possa parecer, sempre há algo que
podemos aprender.
Hoje, meu pai me ensinou que ser feliz não éter uma vida perfeita.
Ser feliz é agradecer, reconhecer que vale a pena viver
e, mesmo com todas as dificuldades,
ainda é possível chorar de felicidade.
Então, aproveite a vida.
E lembre-se:
Todo dia é um milagre.

Ique, obrigada por tocar o meu coração com suas palavras. Obrigada por compartilhar momentos de sua vida. Obrigada por me emocionar e me fazer refletir sobre alguns aspectos da minha vida. Você é incrível! Estou mais uma vez encantada com tudo o que li, e é claro que Trago Seu Amor de Volta Sem Pedir Nada em Troca também se tornou um favorito 💗.

Por que as mulheres não amam mais?
Não sei.
O coração de uma mulher,
como muitos instrumentos musicais,
depende de quem o toca.

Amei o livro e recomendo muito, mais muito mesmo. E se querem uma dica, leiam as crônicas ouvindo a playlist, a experiência é incrível e muito sensorial. 


A minha vontade era de colocar todos os trechos que destaquei durante a leitura, mas se eu fosse fazer isso, o post ficaria extremamente extenso rsrs. O importante é vocês saberem que eu amei, que ele se tornou um favorito da vida e que eu recomendo muitíssimo. 

E para encerrar o post: obrigada Editora Sextante por lançarem esse livro e por terem feito um trabalho esplêndido no livro. A edição está linda e tão especial quanto os textos que a compõe. 

Acredite, demonstrar sentimentos não é ser fraco.
É ser extraordinário.
[...]
Porque, às vezes, esquecemos que o que torna cada um especial
é ser diferente,
não igual.

Sem comentários