Resenha do Filme: Tal Pai, Tal Filha


Título: Tal Pai, Tal Filha | Ano de Lançamento: 2018 | Direção: Lauren Miller Rogen | Distribuidor: Netflix

Tal Pai, Tal Filha é um dos lançamentos recentes da Netflix, e que apesar de ter sua carga de drama, se mostra uma boa comédia e um ótimo filme. 

Rachel é completamente empenhada no que faz, podemos até dizer que é uma viciada em seu trabalho, tanto é que não consegue deixar seu celular de lado e os negócios nem no dia de seu próprio casamento. Acontece que Owen, seu até então noivo, decide abandoná-la no altar por saber que não conseguiria lidar com a forma que Rachel vive.

Se não bastasse ter sido deixada por Owen, seu pai, que a abandonou quando tinha apenas 5 anos de idade, resolve reaparecer em sua vida bem no dia de seu casamento. 

Rachel não tinha contato com Harry e mesmo depois do seu reaparecimento tão repentino, ela não deseja se aproximar, mas após ser convidada por ele para beberem juntos sem a necessidade de conversar, ela acaba aceitando.

Acontece que Rachel fica tão bêbada que acaba convidando Harry para passar alguns dias com ela em um cruzeiro, já que tudo estava pago para sua lua de mel com Owen. É claro que ele aceita, até porque acredita que esse tempo será bom para os dois.

Mas Rachel não se lembra de ter convidado Harry para o cruzeiro ou até mesmo de ter decidido fazer a viagem. Rachel está tão empenhada em ignorar seu pai, que acaba ficando a maior parte do tempo no celular tentando resolver coisas do trabalho e preocupada em sua viagem de volta para casa, e , nesse meio tempo, eles acabam conhecendo três casais, que, quem sabe, será capaz de influenciá-los a permanecerem de alguma forma até o fim da viagem.


Confesso que não tinha expectativas quando comecei a assistir, mas, acreditem, o filme é muito bom. É claro que tem suas doses de drama, afinal, estamos falando de uma filha que mesmo depois de adulta não entende os motivos que levaram seu pai abandoná-la, e por isso é bem resistente quando o assunto é Harry e sua reaproximação. Mas também temos momentos divertidos, o que acabou dando leveza ao longa.

O que vemos em Tal Pai, Tal Filha é que Harry e Rachel são idênticos. Seu desejo de ter sucesso e perfeição no trabalho, fazem com que eles coloquem tudo em suas vidas em segundo plano. E talvez, os motivos que levaram Harry ir embora, foram os mesmos que fizeram Rachel ser deixada no altar.


Mas, o que de fato trouxe Harry de volta para a vida de Rachel? O que ele está escondendo?

Gostei bastante do filme, e se vocês estão procurando um filme que fale de família, erros e perdas, e que será capaz de emocionar e divertir, fica aqui a minha recomendação.


TRAILER


Sem comentários