Resenha: Isolados No Amor


Título: Isolados No Amor | Autora: A. C. Meyer | Editora: Independente | Ano: 2020 | Skoob


Babi é uma digital influencer com milhares de seguidores. Sua vida se resume em mostrar seu dia a dia para seus seguidores e cumprir os compromissos com seus patrocinadores. Mas tudo muda quando o país é assolado por uma pandemia. 

Babi se isola em seu apartamento e querendo ficar o mais longe possível e precisando de um tempo para si, ela acaba decidindo viajar para a casa de sua família no interior de Minas. Babi queria apenas se afastar de tudo e de todos e recarregar suas energias no seu lugar preferido, mas nada poderia prepará-la para encontrar Eric na casa de seus pais. 

"A última vez que se viram, ela tinha 18 e ele 19 anos, jovens, apaixonados e cheios de sonhos. Agora era um homem e uma mulher com os corações machucados pela vida e pelas escolhas que fizeram." 

Eric está passando por um bloqueio criativo. Procurando inspiração para suas composições e precisando se afastar, decide retornar para o local onde tudo começou. Ele acreditou que teria o tempo que precisasse sozinho naquela casa, mas a chegada de Babi é recebida com grande surpresa. 

O reencontro traz lembranças do melhor momento de suas vidas, mas também do momento mais doloroso, onde tiverem que fazer escolhas que acabaram afastando-os. Babi ainda guarda ressentimentos por Eric tê-la deixado. E bastou o reencontro para que todos os sentimentos voltassem com força total. Mas seriam eles capazes de deixar de lado toda a mágoa e dar uma segunda chance para o amor? 

Babi e Eric são fofos! Acho que foi por isso que, mesmo que a autora tenha abordado a pandemia em seu romance, foi uma leitura leve. Foi interessante ler algo beirando a realidade; deixando claro que o momento em que estamos vivendo não foi o foco principal da história, foi só o ponta pé para que os personagens pudessem se reencontrar. 

Isolados no Amor é um livro bem curtinho, mas que cumpre seu papel de mostrar que nunca é tarde para perdoar, se (re)encontrar, além de nos mostrar que as vezes a vida é muito mais fácil quando temos alguém com quem compartilhá-la. 

P.s: Li Isolados no Amor com Melim, Anavitória e Tiago Iorc na cabeça. Não sei, mas acho que as músicas são tão Babi e Eric.

7 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Ahhh, que tudo, parece ser uma leitura tão fofinha, haha. Não conhecia o livro ainda, mas fiquei louca para ler, pois adoro histórias que abordam reencontro e perdão.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderEliminar
  2. Olá, como vai? Olha só, estão sendo lançados livros de ficção sobre a pandemia?! Eu não sabia disso, espero que a autora tenha conseguido desenvolver o enredo, de uma maneira que fique ultrapassado com o tempo, no meu ponto de vista, esse é o único problema quando escrevemos sobre situações passageiras e atuais. Por mais devastadoras que essas situações sejam quando tudo passar, a maioria de nós, não terá interesse em livros com esse tema.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderEliminar
  3. Oi Taty.

    A sua resenha é a segunda que leio sobre este livro e estou curiosa para lê -lo. Ainda mais sabendo que é curtinho, dá para adicionar na meta de leitura tranquilamente. Dica anotada.

    Bjos

    ResponderEliminar
  4. Oiiieee tudo bom?

    O contexto não poderia ser mais atual né? Ambientado em plena pandemia. Que legal saber que o casal é fofo e por ser um livro tão curtinho acaba sendo uma ótima dica para intercalar entre leituras mais densas. Adorei a dica.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderEliminar
  5. Ah que legal!!! Eu adorei essa ambientação da pandemia com uma influencer, não tem como ser mais atual que isso né?!
    Adorei sua resenha e já quero ler esse livro pra ontem! Adorei!!

    ResponderEliminar
  6. Oi, amo romances e sou curiosa pra ler algo da autora, e pelo seu post, acho que vou começar por esse. Achei interessante os personagens se reencontrarem pela necessidade de isolamento que estamos vivendo.

    ResponderEliminar
  7. Oi, tudo bem?
    Vou te confessar que meu único contato com a escrita da autora não foi dos melhores e eu desanimei de ler as obras dela. Esse não tem uma premissa que me chame muito a atenção, mas os protagonistas parecem ser bem fofos mesmo. Talvez eu dê uma oportunidade para esse livro um dia por causa disso, ainda mais sendo tão curtinho. Mas, de qualquer forma, amei conferir a resenha e que bom que gostou da leitura.
    Beijos!

    ResponderEliminar